As salas limpas ou clean rooms, em inglês, são salas que foram projetadas especificamente para manter os níveis de contaminação abaixo dos parâmetros considerados normais. Também devem ser medidos os níveis de umidade, temperatura, pressão, partículas em suspensão e iluminação, que são submetidos a controles exaustivos para garantir que não interfiram nem alterem a composição química do produto. Este tipo de sala surge devido à necessidade de processar produtos farmacêuticos, alimentícios, cosméticos, etc., garantindo ao máximo a sua qualidade e que estejam isentos de micróbios e bactérias prejudiciais para a saúde; isto é, por meio da utilização de salas limpas é evitada a contaminação direta dos produtos, assim como a produzida pelo contato com outros produtos (contaminação cruzada).

 

As salas limpas são muito mais caras devido exatamente a suas características em relação à esterilidade e isolamento, mas em certas áreas, como a médica ou farmacêutica, é necessário levar a cabo este investimento, pois são necessários meios totalmente assépticos para realizar cirurgias ou para fabricar novos medicamentos. Tão importante quanto o design da sala e o controle de seus parâmetros é o seu fechamento. Uma porta hermética ajudará a manter mais facilmente os níveis adequados, além de facilitar o acesso, principalmente se for automática.

 

Controle sobre o ar. Nas salas limpas, o ar é estéril, pois é renovado várias vezes por hora graças a filtros especiais HEPA, que retêm todo tipo de partículas em suspensão, inclusive agentes patogênicos.

 

Pressão. Nestas salas a pressão deve ser superior à exterior, de forma que quando as portas se abrem, a diferença de pressão (que é alcançada graças a um sistema de eclusas) faz com que o ar de seu interior possa sair mas não entrar, garantindo assim que os parâmetros de limpeza permaneçam estáveis.

 

Temperatura e umidade. Ambos os parâmetros possuem um papel decisivo quanto à proliferação de microrganismos que possam danificar ou modificar a estrutura dos produtos fabricados, portanto, controlar ambos e mantê-los sob as condições estipuladas é um requisito indispensável e que pode ser facilmente alcançado graças às condições das salas limpas.

Limpeza. Como é possível concluir, existem controles muito exaustivos quanto à limpeza. Nestas salas os cantos costumam ser arredondados para evitar a acumulação de sujeira e, consequentemente, uma possível contaminação dos produtos. Mas além do protocolo de limpeza da sala, os usuários dela também devem cumprir com normas estritas de higiene, por exemplo, devem utilizar roupas especiais que evitem a aderência de qualquer substância ou elemento que possa contaminar o meio de trabalho.

Nos laboratórios, é de suma importância que se cumpram estritamente as diretrizes estabelecidas quanto à limpeza, isolamento e esterilidade da sala e dos elementos que se encontram dentro dela, visto que nela serão fabricados medicamentos, ou serão realizados experimentos com certos tratamentos que precisam da qualidade máxima e da garantia de que nenhuma circunstância modifique os seus atributos ou sua funcionalidade.