Manusa, especializada em portas automáticas e sistemas de controle de acesso, oferece produtos totalmente adaptados à atual demanda aeroportuária, como por exemplo o Corredor Antirretorno Toran.

Os aeroportos são locais de passagem diária de milhões de pessoas, bagagens e mercadorias; essas instalações também possuem dispositivos e máquinas muito sofisticadas e de grande valor econômico, razão pela qual os controles e a segurança se intensificaram nos últimos anos, especialmente devido aos atentados de 11 de setembro de 2001.

A segurança do aeroporto é muito ampla, uma vez que tem que se levar em conta diferentes pontos-chave quando se trata de proteger os usuários, os funcionários do aeroporto, a tripulação, as instalações e os centros operacionais. No entanto, essa segurança também tem de garantir a facilidade de passagem, tanto para as pessoas com mobilidade reduzida e para seus acompanhantes, bem como para o resto dos usuários. Os aeroportos do século XXI têm que ser capazes de garantir a segurança sem prejudicar a mobilidade, evitando atrasos e avarias, especialmente em caso de emergência onde se tenha de proceder à evacuação das instalações.

Manusa, especializada em portas automáticas e sistemas de controle de acesso, oferece produtos totalmente adaptados à atual demanda aeroportuária, como por exemplo o Corredor Antirretorno Toran.

O corredor antirretorno Toran da Manusa é um dispositivo de segurança moderno e sofisticado, especialmente criado para ser instalado em aeroportos, mas também pode ser utilizado em terminais marítimos ou ferroviários, e mesmo em infraestruturas de transporte público ou em acessos a edifícios públicos que exigem um extra em termos de segurança. Este corredor tem como principal característica as portas oscilo batentes que funcionam como um bloqueio e que asseguram a segurança, uma vez que dectetam a direção dos usuários, impedindo-os de viajar na direção oposta.

No caso dos aeroportos, este corredor antirretorno é geralmente instalado nas chamadas zonas de segurança crítica, normalmente da área de desembarque à zona de acesso controlado ou à área de retirada de bagagem, garantindo assim a segurança e a passagem rápida dos usuários, sempre em um único sentido.

Como funciona um corredor antirretorno?

Este dispositivo consiste basicamente em duas portas trancadas, que abrem unicamente na direção do fluxo de pessoas, facilitando a passagem de qualquer pessoa, independentemente da sua condição física, e impedindo a entrada no sentido oposto a qualquer indivíduo estranho não autorizado. Graças ao sofisticado sistema de detecção de direção ou ao retorno indevido de pedestres, no caso de alguém querer acessar o sistema sem autorização, o alarme será ativado, fechando e bloqueando imediatamente a porta automática correspondente.

O sistema de detecção de corredores antirretorno da Manusa não só detecta os usuários e a direção que eles tomam, como também é capaz de medir o tempo que um usuário ou um objeto estático permanece dentro do corredor. Se o tempo de permanência estabelecido for excedido, um alarme soará e a porta de entrada será bloqueada, permanecendo fechada até o sistema detetar que o usuário ou o objeto estático abandonou o corredor, através da porta de saída. Este primeiro alarme tem um som leve e desaparece após o abandono do corredor. No entanto, se passarem 30 segundos desde a deteção e o objeto ainda se encontrar presente, um alarme de erro grave soará até 30 segundos depois da liberação do corredor.

Vantagens do Corredor Antirretorno Toran de Manusa

Uma das vantagens deste corredor antirretorno é que pode ser configurado em diversos modos: individual, múltiplo ou paralelo, sendo a estrutura, fácil de instalar e com uma baixa manutenção.

Outra das vantagens notáveis ​​é que o corredor Toran da Manusa pode ser conectado com qualquer sistema de controle ou supervisão externa local ou remota, graças às suas múltiplas possibilidades de comunicação e integração:

  • Intercomunicador: permite a comunicação desde o interior do corredor para o centro de controle. Este intercomunicador pode ser de grande ajuda no caso do usuário estar preso dentro do corredor.
  • Videovigilância: é um sistema de Circuito Fechado de Televisão ou CFTV integrado no corredor que permite monitoramento e supervisão para uma maior segurança.
  • Sistema de contagem: este sistema permite a contagem de pessoas através da visão estereoscópica.
  • Display LED: está integrado no chassis, permitindo fornecer mensagens visuais aos usuários.

A instalação de corredores para antirretorno, portas automáticas e outros sistemas de controle de acesso Manusa, não só proporcionam maior controle e segurança aos aeroportos, como também facilitam o acesso das pessoas, ajudam a aumentar a segurança nos aeroportos e melhoram o conforto e o bem-estar dos usuários, tornando toda a viagem uma experiência mais agradável.