Manusa, graças à sua vasta experiência no campo das portas automáticas, possui portas sofisticadas e soluções para o fechamento de plataformas de estações; soluções e produtos que foram especificamente projetados para atender à crescente demanda por tráfego ferroviário nas cidades, proporcionando assim uma maior segurança e conforto dos usuários.

Embora as portas de plataformas PSD sejam mais comuns em sistemas de metrô e ferroviário, também podem ser adaptadas para ônibus, funiculares, comboios cremalheira e sistemas APM (Automated People Mover), um sistema de transporte ferroviário rápido e totalmente automatizado, formado por ônibus que viajam em pequenas linhas como em aeroportos ou parques de diversões.

A maior vantagem das portas de plataformas PSD é que separam as vias ou a estrada (no caso de ônibus), das plataformas, impedindo quedas acidentais, vandalismo ou que se lancem objetos para as faixas que possam provocar um acidente ou atrasos nos serviços. Além disso, no caso das estações de metrô, se evita o conhecido “efeito pistão” causado pela entrada dos trens na estação, tornando a experiência do usuário muito mais confortável.

Exemplos de portas de plataforma PSD Manusa

  • Quito (Equador). A Empresa Pública Metropolitana de Mobilidade (EPMMOP), em seu projeto para melhorar o transporte no distrito metropolitano de Quito, instalou, em 2016, um total de 80 portas PSD, nas paltaformas das estações de ônibus, na capital equatoriana.
brt quito

brt quito

  • Islamabad (Paquistão). A fim de melhorar e otimizar a rede de transporte de ônibus entre as cidades de Islamabad e Rawalpindi, em 2015 o operador Capital Developement Authority, encomendou a Manusa este grande projeto, onde se instalaram um total de 432 portas automáticas PSD.
  • Rio de Janeiro (Brasil). Em 2013, o sistema integrado de transporte de ônibus na cidade do Rio de Janeiro foi ampliado. A operadora que confiou esta extensão a Manusa foi a TransCarioca, no qual se instalaram um total de 432 portas de plataformas
  • Rio de Janeiro (Brasil). Dois anos depois, em 2015, o operador TransOlímpica confiou novamente na Manusa para continuar a expansão do sistema integrado de transporte do Rio, instalando mais 384 novas portas de
  • Madrid (Espanha). Em Madrid, especificamente na estação de San Nicasio, na linha 12 Metrosur, foram instaladas 12 portas de plataforma PSD em 2009, por ordem do Metrô de Madrid, através do projeto “Concurso de Homologação do Metro de Madrid”.

portas-psd-manusa

  • Centro Comercial Plaza Imperial, Saragoça (Espanha). Devido à magnitude deste centro comercial, foi necessário instalar um trem conectando diferentes áreas do centro. Em 2008, a operadora ISM instalou 24 portas PSD (quatro plataformas e duas estações) para garantir a segurança dos usuários do shopping.
  • Uberlândia (Brasil). Em 2008, o operadora SETTRAN realizou o projeto para melhorar e otimizar o sistema integrado de transporte de ônibus na cidade, instalando 128 portas PSD.
  • Barcelona (Espanha). O operador TMB confiou na Manusa para instalar, em 2008, 40 portas de plataformas PSD, distribuídas por 5 plataformas e 4 estações, para melhorar a segurança da linha 11 da estação de Can Cuiàs, linha que opera com o sistema Driverless (sem motorista). A estação de Can Cuiàs foi a primeira na Espanha a instalar portas PSD que interagiam com o trem automaticamente.

PSD metro barcelona

  • Mérida (Venezuela). Durante os anos de 2007 e 2008, se realizou o projeto para a otimização do sistema de transporte em massa da cidade de Mérida. A operadora Transmérida contou com a Manusa para instalar 168 portas PSD e, assim, melhorar seu sistema de ônibus.
  • Aéreo Olesa de Montserrat e Esparreguera, Barcelona (Espanha). O operador de Ferrocarrils da Generalitat de Catalunya foi o primeiro a instalar portas de plataformas PSD em teleféricos na Espanha. Manusa instalou em 2005 um total de 4 plataformas e duas estações com 4 portas PSD.

PSD olesa

  • Estação de Provença, Barcelona (Espanha). Em 2003, a rede Ferrocarrils da Generalitat de Catalunya instalou, na estação de Provença (linhas 6 e deFGC em Barcelona), um total de 6 portas PSD, uma de plataforma e uma de estação, tornando-se a primeira estação com portas de cais PSD na
  • Funicular Vallvidrera, Barcelona (Espanha). Esta linha funicular foi a primeira a dispor de portas de cais em um transporte deste tipo na Espanha, estando em funcionamento desde 1999. Em 2015, se renovaram essas portas, 5 plataformas e 3 estações.

Manusa Portas Automáticas