Sabia que as portas automáticas apareceram na televisão antes mesmo de existirem? Nos anos sessenta, a maioria das pessoas não imaginava a possibilidade de as portas se abrirem sem ter de empurrá-las. Apenas algumas pessoas acreditavam que isso seria possível. No entanto, alguns pensaram que era uma ideia interessante para uma série de ficção científica. Especificamente para o mítico Star Trek.

Neste filme apareceram portas que se abriam sozinhas, sem que ninguém lhes tocasse. Foi a primeira aparição das portas automáticas no mundo da televisão e do cinema. Embora fosse uma aparição falsa, já que as portas da Enterprise funcionavam graças ao esforço manual dos técnicos da série.

Desde então, as portas automáticas foram protagonistas de muitas cenas, tanto no cinema como na televisão. E quase não há gêneros cinematográficos onde elas não estivessem presentes. Quer relembrar os filmes mais significativos?

Portas automáticas no cinema e na televisão

Portas automáticas no cinema e na televisão

  • Star Wars. Os filmes desta saga não seriam os mesmos sem as portas automáticas que se “abriam usando a Força”, de modo a que Darth Vader passasse por ela. A ficção científica foi um dos gêneros em que mais foi utilizado esse tipo de aberturas para suas naves espaciais, laboratórios e outros espaços. Uma idéia cuja origem é encontrada na literatura, uma vez que o famoso escritor de ficção científica, H.G. Wells, descreveu uma porta automática em seu livro “When the Sleeper Awakes” (1899). Porém, voltando ao cinema e à televisão, só precisamos recordar alguns títulos para comprovar o importante papel deste tipo de portas nas cenas de filmes e séries de ficção científica, como Galactica, Futurama, 2001: Odisseia no Espaço, ou qualquer um dos Filme B de ficção científica, tão típicos nos anos sessenta e setenta, onde as portas automáticas de papelão eram tão fascinantes quanto o resto do filme.
  • Outra saga de culto na qual se combina a ficção científica e o terror. O MedLab (laboratório) da nave é fechado com uma porta automática, cujo som é curiosamente o mesmo que o da porta do Pod em “2001: Odisseia no Espaço”.

 

  • Resident Evil. Se a ficção científica aproveitou as portas automáticas para criar ambientes futuristas, os filmes de terror também conseguiram aproveitá-las. Em Resident Evil, as portas seladas automáticas não podem contra o vírus? (no compreendi la frase), ou criam cenas de tensão, ao não abrirem quando os protagonistas mais precisam.

 

  • Fargo 3ª Temporada. Nesta série de televisão, que continua com o estilo do filme dos irmãos Coen, a detetive que investiga os crimes tem um grande problema com as portas automáticas. Elas não a detectam, parecendo não existir para elas ou para qualquer coisa que tenha sensores. Deste modo, criam-se momentos muito divertidos

 

  • Cinquenta primaveras. À protagonista deste filme francês acontece-lhe o mesmo do que à protagonista de Fargo, as portas automáticas não reconhecem sua presença. É uma cena recorrente que no filme funciona como uma metáfora para a invisibilidade das mulheres maduras na sociedade.

 

  • Em Defesa de Sua Majestade. Neste filme de Jackie Chan, uma das sequências de tiro mais complicadas de gravar ocorre numas portas de vidro giratórias. Curiosamente, a cena foi filmada no Hotel Ritz em Nova York, que utilizaram para recriar um antigo balneário perto de Karlovy Vary (República Checa). Como as portas do Ritz não eram giratórias nem eram automáticas, tiveram de instalá-las expressamente para poderem rodar a cena

 

  • Olho Vivo. Cada capítulo desta série começava com uma sequência de portas automáticas que abriam e fechavam, à medida que o protagonista chegava aos escritórios do serviço secreto.

 

  • Os Simpsons. Com eles qualquer momento pode ser a origem de coisas estranhas. Porém, se há portas automáticas, sabe com certeza que surgirão problemas. Bem, ou porque elas não abrem, ou porque não fecham, ou porque o carro bate contra elas, …

 

  • Séries de médicos. Anatomia de Grey, Serviço de Urgência, Hospital Central… quando se abrem as portas automáticas do serviço de urgências destas séries, sabe que algo acontecerá. Seja um caso médico ou uma história de amor.

 

  • NCIS Los Angeles. Esta série, baseada em uma equipe de pesquisadores da Marinha dos Estados Unidos, possui um centro de controle, sendo acessado através de portas automáticas de estilo veneziano. É o centro de reuniões da equipe e onde a tecnologia mais recente ajuda os protagonistas.

 

  • O Amor Acontece. Não conseguimos acabar sem recordar a cena final deste filme. Quando as portas automáticas da área de chegada do aeroporto se abrem e todos os protagonistas começam a aparecer, um após o outro, para se reunirem com seus entes queridos. Um final muito emocional e romântico.

E poderíamos continuar. As portas, sejam elas automáticas, com códigos, tradicionais… têm sido, em muitos casos, uma figura simbólica para transmitir algum sentimento, idéia ou alegoria de algo que acontecerá, e isso será importante para a história. Essa relação perdurou ao longo do tempo, criando cenas inesquecíveis.

Manusa, Portas Automáticas